Introdução aos Estudos da Crase

Neste artigo você encontrará uma breve introdução a crase | 2021

Dizem que a crase não foi inventada para humilhar ninguém. No entanto, sabemos muito bem que seu uso adequado dá um certo trabalho a todos que escrevemos.

O primeiro motivo para isso é que a crase, para nós brasileiros, é um problema exclusivo da escrita: nós não ouvimos a crase. Na fala, não existe nenhuma diferença perceptível entre a e à, ou entre as e às.

Trata-se de uma convenção para marcar graficamente a contração da preposição a com o artigo feminino a ou as. Em vez de escrevermos aa ou aas, escrevemos um só a com o acento grave (à ou às).

Faraco, C. Alberto, Português, língua e cultura, 3ª série, Base Editorial, 2010, p. 224


Crase

A fusão de duas vogais iguais. Normalmente, a crase acontece quando a palavra "A"(Proposição) junta-se com outro "A"(Artigo ou Pronome demonstrativo)

Exemplos: Chegamos à estação.

Chegamos a + a estação.


Exemplo:

 A fusão de duas vogais iguais. Normalmente, a crase acontece quando a palavra A(Proposição)
                    junta-se com outro A(Artigo ou Pronome demonstrativo)

Para indicarmos na escrita essa união fonética, usamos o acento grave (`).


Observe:

 A fusão de duas vogais iguais. Normalmente, a crase acontece quando a palavra A(Proposição)
                    junta-se com outro A(Artigo ou Pronome demonstrativo)

Veja outro exemplo:

 A fusão de duas vogais iguais. Normalmente, a crase acontece quando a palavra A(Proposição)
                    junta-se com outro A(Artigo ou Pronome demonstrativo)

Regra Geral

A crase só pode ser empregada antes de palavras femininas que admitem o artigo definido a (as) e quando a preposição a é exigida pelo termo anterior (nome ou verbo).

Exemplo:

O trem chegou à estação às 18 horas.

Procedeu-se à apuração dos votos..